Filosofia >

O mundo da filosofia

• 1627 dias astrás

O mundo da filosofia pode ser definido, pelo próprio segmento, como tudo aquilo que constitui a realidade. Apesar de um dos desafios desta área seja, de fato, esclarecer o conceito de mundo, principalmente no âmbito ocidental, o tema chegou a nível explícito apenas no século XIX. Está, desde então, sob debate contínuo por pensadores e profissionais da área.

LEIA MAIS: Filosofia grega

Nos anos 1920 existiam duas definições para o que é o mundo de fato, de acordo com a filosofia. Ludwig Wittgenstein escreveu "o mundo é tudo aquilo que é", em seu livro de título 'Tractatus Logico-Philosophicus', publicado originalmente em 1922. Esta definição serviu de base para o positivismo lógico, com seu pressuposto de que há, de fato e exatamente, um mundo, que consiste na realidade dos fatos, independentemente de interpretações de indivíduos.
 
Martin Heidegger, por sua vez, argumentou que "o mundo circundante é diferente para cada um de nós, não obstante nos movimentarmos num mundo comum". Para Heidegger, o mundo é aquele no qual fomos "lançados" ao acaso e com o qual, enquanto seres-no-mundo, devemos chegar a um acordo. Sua concepção de "mundanidade do mundo", inclusive, foi desenvolvida em sua obra de 1927, "Sein und Zeit".
 
Alguns filósofos, frequentemente inspirados por David Kellogg Lewis, chegam a argumentar que conceitos metafísicos, tais como possibilidade, probabilidade e necessidade, são melhor analisados quando comparam o mundo com uma gama de mundos possíveis. Uma perspectiva, esta, conhecida de modo geral por 'realismo modal'.

LEIA MAIS: Frases de filosofia
 
O mundo da filosofia
Imagem: maneirasimples.wordpress.com [reprodução].