História >

Nietzsche (8)

• 2169 dias astrás

Continuação de Nietzsche (7)

Os pontos de vista do pensador alemão Friedrich Nietzsche sobre as mulheres são um tema de grande controvérsia. Abordando-os literalmente, eles representam uma linhagem antifeminista grave: mulheres, como ele concebe, faltam em sabedoria, gênio, e são "criaturas que só tem dança, coisas sem sentidos e elegância em suas mentes!". Elas devem ser propriedade dos homens, pois elas são como aves delicadas e belas que devem ser enjauladas para impedi-las de voar. Como seria óbvio, Nietzsche é contra a emancipação da mulher, e a considera um retrocesso das mulheres. Segundo ele, os homens devem mantê-las sob o controle e sob o medo. Se as mulheres têm liberdade, elas abusam dela e tornam-se intoleráveis. Nietzsche acredita que uma mulher de verdade, uma mulher inteligente, teria vergonha de si mesma se caso procurasse a independência financeira e jurídica. Colocando uma frase do profeta Zaratustra: “A mulher deve adorar o homem como a um Deus. Toda manhã, por nove vezes consecutivas, deve ajoelhar-se aos pés do marido e, de braços cruzados, perguntar-lhe: 'Senhor, que desejais que eu faça?”.

Por outro lado, alguns comentaristas recentes como Derrida acreditam que as declarações de Nietzsche sobre as mulheres são destinadas a ser um jogo de palavras projetado para desafiar o leitor e forçá-lo a inspecionar seus próprios pontos de vista sobre o assunto.

Quer ler mais sobre filosofiaciênciaeconomia e história? Acesse o maior portal de filosofia do país, A Filosofia!

Por: Caio Mariani | www.afilosofia.com.br | caio@afilosofia.com.br | Imagem: 3.bp.blogspot.com

Nietzsche | Filosofia | História | altruísmo | abnegação | cristianismo | moralidade aristocrática | A Filosofia | Portal de filosofia