História >

Gilles Deleuze

• 2140 dias astrás

Um velho homem falando para a câmera, com a voz rouca, os olhos brilhantes, espumantes, apesar de sentirmos certo cansaço, suas palavras são sempre entusiasmadas e muitas vezes divertidas. Ele tem bom ar, o filósofo que se compromete a responder às palavras proferidas por uma jovem mulher, Claire Parnet. Enfim, qualquer coisa é melhor do que responder a perguntas que ele não gosta. Em Diálogos, ele explica que "A maior parte do tempo, quando me colocam uma questão, mesmo que ela me interesse, eu percebo que não tenho estritamente nada a dizer. As questões são fabricadas como qualquer outra coisa. Se não deixam que você fabrique suas questões, com elementos vindos de toda parte, em qualquer lugar , se as colocam em você, não tem muito o que dizer". Gilles Deleuze prefere falar das palavras proferidas em uma ordem arbitrária - ordem alfabética, por isso falam do desejo, tênis, pintura. Este filme é provavelmente a maneira mais agradável para descobrir G. Deleuze. Porque temos de admitir que é mais fácil ouvir do que ler. Seus livros são, verdadeiramente, bastante atípicos. Seus primeiros livros são clássicos, assim como sua carreira. Deleuze fez o ensino secundário no Liceu Carnot, em Paris, tornou-se professor de Filosofia, lecionou no ensino médio em Amiens, Orleans e Louis-le-Grand. Em 1953, ele publicou seu primeiro livro, Empirismo e Subjetividade, um estudo do filósofo escocês David Hume no século XVIII, seguindo com vários estudos sobre a história da filosofia. Em 1962 conhece o filósofo Michael Foucault que foi seu amigo enquanto permaneceu vivo. Foi também professor de História da Filosofia na Universidade de Lyon entre 1964 e 1969.



filosofia | gilles deleuze | gilles deleuze abecedario | gilles deleuze filosofia | gilles deleuze resumo | gilles deleuze video | gilles deleuze cronica | deleuze | deleuze filosofia | deleuze foucalt

Quer ler mais sobre filosofiaciênciaeconomia e história? Acesse o maior portal de filosofia do país, A Filosofia!

Por: Caio Mariani | www.afilosofia.com.br | caio@afilosofia.com.br | Imagem: b.vimeocdn.com